Gaspar: pleito pelo título de Capital Nacional da Moda Infantil
/
/
Gaspar: pleito pelo título de Capital Nacional da Moda Infantil

Localizada em uma região que historicamente é referência quando o assunto é o mercado têxtil, Gaspar (SC) não por acaso é a sede da Censi Máquinas. Foi aqui que a empresa iniciou sua história, há mais de 20 anos, desenvolvendo soluções para melhorar os processos produtivos do setor. E agora a empresa acompanha de perto e com entusiasmo o no pleito da cidade: a busca pelo título de Capital Nacional da Moda Infantil.

O investimento no nome não é à toa. Com cerca de 600 empresas focadas apenas na produção para o público infantil, de acordo com a prefeitura municipal, 30% do PIB do município advém do setor têxtil. São mais de 900 empresas têxteis e se somados os negócios ligados à cadeia de produção, o município registra cerca de 1,4 mil empreendimentos neste segmento. E o reconhecimento pode ampliar ainda mais a atuação do setor, que cresce gradativamente.

O prefeito de Gaspar, Kleber Wan-Dall, reforça a importância da moda infantil para a cidade.

“A conquista do Título de Capital da Moda Infantil trará para Gaspar grande destaque nacional, gerando visibilidade e ainda mais oportunidades nesse nicho na nossa cidade”, salienta.

Nas últimas semanas, o gestor esteve em Brasília (DF), onde entregou um projeto que reforça dados da atuação da cidade na área têxtil. O estudo é do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico Local (COMDEL), que tem entre as entidades integrantes a Associação Empresarial de Gaspar (Acig).

No dia 7 de agosto, o Projeto de Lei 4319/2019, que prevê a concessão do título, foi protocolado na Câmara dos Deputados. Agora é só aguardar despacho e tramitação para que o pedido siga ao Senado e seja confirmado.

Douglas Junkes, coordenador do Núcleo Têxtil da Acig, reforça o impacto positivo da iniciativa para a economia da cidade.

“O projeto vem coroar dezenas de anos de empreendedorismo, investimentos, coragem, visão e dinamismo da comunidade empresarial do município, que agora resolveu assumir a sua vocação têxtil e transformar esse legado em oportunidades de crescimento, geração de novos empregos, impostos e riqueza para seus habitantes”, diz.

O reconhecimento nacional, de acordo com Douglas, também deve contribuir para o reforço da qualidade dos produtos locais, além da possibilidade de aumento das exportações.

“A exemplo de tantos outros municípios vocacionados, certamente Gaspar sofrerá uma verdadeira transformação. Teremos que investir ainda mais em qualidade e estrutura para receber visitantes e novos compradores e devemos nos fortalecer no chamado turismo de compras.  Feiras de negócios também terão um respaldo ainda mais interessante e iremos levar para dentro e fora do país produtos e expertise quando se fala em moda infantil”, destaca.

Share this post

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart

No products in the cart.